Vaticínio

Não pense que a poesia

é para sempre. Ela

deixará de existir, e

nesse dia nem a bolsa

de valores nem as

turbinas nem os

campos de trigo e

de gado e de algodão,

nada será capaz de

fazer o mundo

prosseguir. Nem

os sermões ou os

laboratórios: faltará

essa razão de viés

essa paixão

indistinta.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Poesia

10 Respostas para “Vaticínio

  1. Se a poesia deixar de existir, de fato, o mundo não mais existirá. Pelo menos, o meu, o nosso. Abraço, Nilson.

  2. Profeta Nilson, seu poema-profecia é ótimo. Abração.

  3. Bípede falante

    E irão com ela, mais que dedos e palavras…
    beijoss 🙂

  4. NILSON:- SERÁ QUE POSSO COLOCAR NO MEU BLOGUE E OU DIFUNDIR URBI ET ORBI?

  5. assis freitas

    a poesia não é para sempre, mas eterniza.

    abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s