Notas imprecisas

 

Agora a tarde transcorre sem

que se possa interrompê-la.

Então ela venta nas folhagens,

deixa cair no solo as folhas os

fragmentos, espalha ruídos,

brilha como o sol brilha

quando não se tenta, sob

qualquer hipótese,

interrompê-lo.  A tarde canção

de notas imprecisas.

.

(Foto tirada com o celular, de dentro do carro em Ondina).

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para “Notas imprecisas

  1. Mas, isso é (pura) bossa-nova…seu “bossal”!

  2. blag

    Chico, faltou mencionar o barquinho nessa tardinha…

  3. Mas que poema delicioso, bossa nova mesmo, como disse o Chico.
    Adoro.
    Beijo, Nilson.

  4. Bípede falante

    Também ouvi um violãozinho entre essas palavras 🙂
    A última frase está belíssima.
    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s