O reaprendiz

O reaprendiz

desaprende

aprende.

.

Coça-cabeça

calça-descalça.

.

Veste

o destino des-

veste o

destino.

.

Diz desdiz

rediz o

reaprendiz.

.

Imagem: Wassily Kandinski, Improvização número 6.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para “O reaprendiz

  1. Gosto, Nilson.

    abraço,

    mariah

  2. I.Moniz Pacheco

    “… Cantar a beleza de ser um eterno aprendiz…”
    Tenho sentido sua falta por aqui e lá no meu espaço.

  3. Que bom que esteja voltando ao blag! Poema de todos nós, aprendizes incansáveis dessa vida besta, no cíclico retorno de aprender e desaprender. Poema bonito demais. Abraços.

  4. Aprendiz sofre.
    Muito bom, Nilson.
    Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s