Múltiplo

Não sou nada nem

ninguém, sou por aí

um múltiplo

de cem.

.

Foto: Escobar Franelas, poeta de palavras e imagens inusitadas expostas no blog vs.eu, como essa da série de autorretratos feitos com a câmera do celular. Sou fã desses recortes-retalhos do cotidiano que Franelas produz com esmerado descuido – ou vice-versa. E me orgulho de sermos amigos desde que o samurai e poeta Akira nos apresentou.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para “Múltiplo

  1. akira yamasaki

    záz

    no dois mega pixels
    da retina celular
    num zaztraz o escobar
    captura exatidões
    e o imperfeito rigor
    da casca da cidade
    o cheiro é esquivo
    fugidia, a cor.

    akira.
    29/07/2010.

  2. Nem uma demão sequer, para que nada se perca dessa coisa maravilhosa: viver e compartilhar-se. Há braços para abraços,

  3. I.Moniz Pacheco

    Casamento perfeito foto poema.

  4. Li

    Sou fã da leveza e da velocidade: palavras como dardos.
    E sou amiga do Samurai Akyra desde 1978.
    Imagina a alegria destas amizades se fortalecendo num circuito de 30 anos depois…

    Beijos]

    Eliana Mara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s