No meu tempo e só

Beleza no meu tempo: acre

maravilha. No meu tempo sorte,

muitas infindáveis agonias

destampadas pelo breque

do meu tempo. De onde vim?

De ontem. Pra onde? Não sei.

Batuque no meu tempo

forte. Cadência desses carnavais.

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Poesia

6 Respostas para “No meu tempo e só

  1. Excelente. O que dizer? É sempre assim: a poesia e sua excelência.

  2. Também gostei muito, Nilson – você sempre me surpreende. “Acre maravilha” é lindo.

  3. Ivonete Moniz Pacheco

    E eu na cadência dos seus lindos versos.

  4. Para se ler ouvindo, ao fundo, bem baixinho, a batucada…

  5. Nydia Bonetti

    viver como raiz
    sem desejar ser flor
    ou folha
    ou mesmo tronco

    viver, conforme
    a própria essência

    aí está
    revelado o segredo
    a sete chaves guardado

    desejo antigo
    perseguido, sonhado

    de viver em estado
    do que chamamos
    ser feliz.

    Raiz, tronco, folha ou flor – que seja no nosso tempo e ritmo. Ouvi um batuque por aqui. 🙂 beijo.

  6. Sempre tão bom ouvir sua música, Nílson.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s