Osso de si

Acabo de ver o menino

magricela: acabo de ver

o rapaz magricela. E o homem

que vejo mais gordo: já vi

mais gordo. Seu corpo hesita

entre expandir-se e voltar-se

para si mesmo, até o osso

de si mesmo.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Poesia

10 Respostas para “Osso de si

  1. Isso vai além do corpo.

    Oba, chegou Caixa Preta!
    Amanhã segue o livro, viu?
    Mas não espere muito dele não.

  2. O final me colocou para pensar: “Seu corpo hesita

    entre expandir-se e voltar-se

    para si mesmo, até o osso

    de si mesmo”.

    Tudo o que vc escreve é assim: incrível.

  3. Você constrói com as palavras associações e imagens inusitadas.

  4. Há uma teoria que diz que inconscientemente, o gordo usa da gordura, como uma capa de proteção emocional. Como não pode roer os ossos, engorda… Acho que teu poema fala exatamente disso. 🙂 beijo.

  5. eu preferia quando podia roer os ossos, agora… gordona!

  6. Acho tão legal, Nilson, ver como de temas aparentemente banais (só aparentemente, pelos comentários da Dade e da Nydia) vc. tira lindo poemas.

  7. Edu

    e o envelhecimento e a morte… acabamos osso

  8. Grandioso: terrível e grandioso.

  9. e é fácil decidir o que fazer com o próprio corpo?
    assim como esse homem não sei se me expando ou me encolho.

  10. Primeira vez que venho aqui, Nilson. Este “Osso de si” me fez esquecer que a construção do poema é feita de palavras, pois o movimento do cheio/vazio, ou da fome e da fartura, engole também as palavras, me fazendo visualizar e guardar a cena em movimento.
    Voltarei mais vezes. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s