A revolução em si

A revolução desistiu

de matar.

A revolução desistiu

de morrer.

A revolução desistiu

de chocar.

A revolução desistiu

do poder.

Agora, só resta pra revolução

aprender, aprender, aprender,

aprender.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Poesia

5 Respostas para “A revolução em si

  1. Você é um retado.
    “Agora, só resta pra revolução

    aprender, aprender, aprender,

    aprender.”
    Graaande! Beijo de Maria

  2. Parabéns pelo achado!Estamos todos precisando !

  3. Katia Borges

    Nilson, que poema foi aquele que li hoje na Aero? Pô, poema exclusivo não vale. Brincadeira, é lindo, belíssimo, perfeito. Vc é um poeta pronto. Parabéns.

  4. Venho dizendo isto faz tempo: poeta pronto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s