Criação (da Aeronauta)

E tu nem eras nada
mas comprei aquela calça
e aquela camisa larga
e vesti em ti.
Já eras tudo:
alma e corpo vestidos.

Queria-te humano
e duas mãos magras te dei,
para que, enfim, me tocasses
mas nunca por inteiro,
somente nas ilhargas,
nas margens, com medo.

Criei casas, criei mundos
Fiz de ti dono de tudo.
Dos domingos, dos outonos,
dos odores, dos perfumes.
Dos campos altos, das planícies,

de minha alma triste.

P.S: quem é a Aeronauta? Eis o segredo mais bem guardado da blogosfera. Alguns sabem, ou dizem que sabem. Que ela escreve bem demais, é evidente no blog. O resto são nuvens. Consta que ela tem uma irmã de carne e osso, a Menina da Ilha, que conheci junto com Maria, Bernardo e Miro no lançamento do livro de Renata Belmonte – um evento e tanto, aliás, de que ainda vou falar aqui no Blag. A Menina da Ilha, no entanto, parou com o blog de um jeito brusco, surpreendente. Mistério…

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em Poesia

9 Respostas para “Criação (da Aeronauta)

  1. Oi, Nilson, que emoção ver meu poema aqui. Quanto a Aeronauta eu não sei quem é. Me escondi nela pra me proteger do mundo.
    Obrigada pelo carinho.

  2. Marcus

    Tenho o defeito, a preguiça, de enxergar mais quando me mostram. Belo poema, mesmo. Deixa a Aeronauta nas nuvens, que de lá ela manda boas e instigantes notícias. Além de poemas deste quilate. Quanto à menina da Ilha, ela já desfez o mistério com uma frase bem Menina da Ilha: “Que mané blog que nada”.

  3. Repetindo. Aero pediria à dona dela, Professora, para representá-la em festas e passeios onde se façam presentes outros blogueiros. Aeronauta permanecerá nas nuvens a nos ver e a ela não veremos.

  4. Que belo poema! Parabéns a Aeronauta misteriosa e a voce que, divulgando, espalha a beleza.

  5. miro paternostro

    seu blog é muito chic! gosto muito mesmo, sou meio calado e comento pouco, mas tenha certeza de minha vinda quase diária aqui. abrs…

  6. Nilson, correu a boca miuda lá no lançamento que eu e Aeronauta nos conhecemos.
    Mas, que pena, é puro boato!

  7. Eu conheço a Aeronauta!!!(hahahaha)
    Vejam como sou infantil!(rs)
    Bjs para todos e para a autora deste poema lindo!

  8. estive pertinho; inventei uma entrega de livro,me escondi atrás de pilastras mas o máximo que consegui foi que um nuvem me acompanhasse e me chovesse um pouquinho, como um passarinho fazendo cocô no menino que fez traquinagem…

  9. Ô Bernardo, que lindo isso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s