Incursão

Veio a noite, e o mar

na orla do tempo, foi um dia

frágil que nasceu de dentro

de outro dia frágil, que

aurora tênue, minha nossa

senhora de tudo

que passa.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para “Incursão

  1. Sua poesia traz algo circular que muito me encanta.

  2. Realmente, como um anel. Também me encanta!

  3. Tá no Madame. Não resisto a um poema assim. Sorry.

  4. Nilson, que delicadeza. Lindo, lindo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s