Alguém cantando

A dor é uma canção que gostamos

de ouvir: ela vem e embala

nossos corações.

 

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Poesia

7 Respostas para “Alguém cantando

  1. Katia Borges

    Se a dor fosse realmente uma canção, qual seria? Pensei em duas: Mãe, de Caetano, na voz de Gal Costa. E a versão musical do poema de Drummond, Canção Amiga, na voz de Milton Nascimento.

  2. blag

    Pensei em Cobaias de Deus, de Cazuza e Ângela Ro Ro. Dor lancinante.

  3. Essa me dói:

    Alguém cantando longe daqui
    Alguém cantando ao longe, longe
    Alguém cantando muito
    Alguém cantando bem
    Alguém cantando é bom de se ouvir

    Alguém cantando alguma canção
    A voz de alguém nessa imensidão
    A voz de alguém que canta
    A voz de um certo alguém
    Que canta como que pra ninguém

    A voz, de alguém quando vem do coração
    De quem mantém toda pureza
    Da natureza
    Onde não ha pecado nem perdão …

    Caetano Veloso

  4. Marcus Gusmão

    A dor maior é quando a velha canção já não nos diz mais nada.

  5. Elisa

    Meu caro poeta,
    Penso nessa canção…

    Pedaço de Mim
    Chico Buarque
    Composição: Chico Buarque

    Oh, pedaço de mim
    Oh, metade afastada de mim
    Leva o teu olhar
    Que a saudade é o pior tormento
    É pior do que o esquecimento
    É pior do que se entrevar

    Oh, pedaço de mim
    Oh, metade exilada de mim
    Leva os teus sinais
    Que a saudade dói como um barco
    Que aos poucos descreve um arco
    E evita atracar no cais

    Oh, pedaço de mim
    Oh, metade arrancada de mim
    Leva o vulto teu
    Que a saudade é o revés de um parto
    A saudade é arrumar o quarto
    Do filho que já morreu

    Oh, pedaço de mim
    Oh, metade amputada de mim
    Leva o que há de ti
    Que a saudade dói latejada
    É assim como uma fisgada
    No membro que já perdi

    Oh, pedaço de mim
    Oh, metade adorada de mim
    Lava os olhos meus
    Que a saudade é o pior castigo
    E eu não quero levar comigo
    A mortalha do amor
    Adeus

  6. A que mais me dói:
    “Ô leva eu, minha saudade,
    Eu também quero ir, minha saudade,
    quando chego na ladeira tenho medo de cair,
    ô leva eu! leva eu!
    Nas noites de são joão, minha saudade,
    No terreiro uma bacia, minha saudade,
    que é pra ver se para o ano
    meu amor ainda me via,
    ô leva eu! leva eu!

    Meu pai cantava com toda a sua alma essa música, que é o meu primeiro registro musical, a música mais antiga que eu me lembro, como se fosse hoje.

    Beijos, Nilson, seu Blag continua cada dia melhor.

  7. Christiana, Elisa, Martha, Marcus,
    obrigado pelas dores reunidas aqui. Acho que são todas uma só…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s